segunda-feira

"Quero-te ouvir..."

Magnólia - 1999


Diz de tua justiça sobre o 1º trabalho da Lúcia!! Para já só quero mesmo saber qual a tua opinião geral!!

Obrigada!! :-)

Lúcia fala à TV+

(é enorm eu sei mas não havia outra maneira de a colocar e fan que é fan lê tudo)

Sou muito espontânea”

Lúcia Moniz apresenta novo trabalho.

A sua naturalidade cativa o público, que está a acolher muito bem a proposta musical que a cantora traz em 2005.

Esta é uma fase em que Lúcia Moniz tem muitas razões para estar de bem com À vida. Ao lado da filha, Júlia, passa por sensações que se reflectem no novo trabalho. “Leva-me pra casa” é o seu terceiro trabalho e apresenta uma vertente mais madura e tranquila na sua carreira.

TV+: Este é o seu terceiro trabalho. Sente que reflecte um marco importante na sua vida?
Lúcia Moniz: Sem dúvida! Em cada álbum acaba por transparecer o meu estado de espírito na altura. Este reflecte muito o que sinto agora, com uma postura mais tranquila, relaxada.


TV+: Nos anteriores o rock estava mais presente que no “Leva-me pra casa”. Foi uma escolha?
LM: Não o evitei simplesmente surgiu. Tive até a duvida se iria integrar no álbum os temas mais rock, mas como gosto delas e achei que faziam falta, acabaram por entrar.


TV+: O facto de ter gravado nos Açores também ajudou à tranquilidade?
LM: Gravei o álbum num sítio diferente, mas acabei por trabalhar com as mesmas pessoas. Infelizmente não trabalhei com o Nuno Bettencourt neste projecto porque estávamos muito longe. Eu na altura estava grávida e não podia viajar com tanta facilidade, Escolhi um sítio mais familiar e mais confortável para todas as eventualidades.


TV+: Nos últimos tempos tem tido muito trabalho em diferentes áreas como musica, o cinema, e o teatro
LM: Não foi simultâneo, porque já tinha filmado um ano antes de estrear mas acabou por acontecer tudo ao mesmo tempo. Agora estou mais concentrada no álbum porque não tenho tempo para mais nada! Estou em fase de promoção e de alguns show-case.


TV+: Neste álbum há duas participações especiais, da sua mãe Maria do Ampara e da sua irmã Sara. Gosta de trabalhar com família?
LM: Adoro! E dá um jeito enorme porque é fácil de trabalhar! É muito saudável o trabalho entre nós, enriquecemos ainda mais a nossa ligação. Pedi à minha mãe para escrever a letra dedicada à minha filha e a participação da minha irmã foi por acaso. Eu estava a gravar vozes na sala, e ela foi lá a casa e eu perguntei se queria colaborar.


TV+: Mas a Sara já tinha feito vozes para si…
LM: Sim, mas nunca em gravação, só em concertos. Eu gravava sempre nos Estados Unidos e não era assim tão fácil ela lá ir.


TV+: No caso da sua mãe fazia todo o sentido ser a avó da Júlia a escrever-lhe um música.
LM: Gosto muito da forma como a minha mãe escreve e como é um assunto tão pessoal e ela é tão sensível nesse nível achei que era a pessoa certa. Foi um tema gravado à primeira, gostei da espontaneidade e cantei muito próximo do microfone, como se fosse uma canção de embalar. É como se estivesse a cantar ao ouvido e acho que ficou bem.


TV+: A mesma equipa acompanha-a desde o início. Gosta de manter uma ligação com quem trabalha consigo?
LM: Sim, e acho que tem um bocado a ver com o meu signo, de terra, gosto de ir pelo seguro. Há um ambiente tão positivo que naturalmente volto a trabalhar com as mesmas pessoas. Neste álbum quis trabalhar com quem conhecesse bem porque, como estava grávida, não pode estar tão presente como nos anteriores.


TV+: Não esteve tão presente, mas o estado de espírito mais sereno está bem patente.
LM: Há uma tranquilidade que não tinha antes de ter um filho. Acaba por ser uma contradição porque agora é que estou ocupada e não tenho tempo para mais nada. Mas é uma etapa atingida na vida de uma mulher e há um grande bem-estar. Muitas vezes acabam por ser mais óbvias, nem se põe em questão o que está em primeiro lugar.


TV+: Como está a conseguir conjugar a maternidade com a vida agitada de artista?
LM: Estou a tentar ser mãe a tempo inteiro. Felizmente tenho a minha mãe, irmã e amigos que em alturas complicadas ficam com a minha filha, e obviamente o pai. Mas como ambos temos a mesma vida e não estamos a abdicar da profissão, não é fácil. Não esqueço e ponho em primeiro lugar a maternidade.


TV+: Sendo a vertente de actriz cada vez mais presente, a musica continua SER acima de tudo o seu universo de preferência?
LM: A música é o meu universo desde que nasci. A representação veio mais tarde e aos poucos fui tendo mais experiência, que me dá vontade de ir para a frente e levar mais a sério. Agora quero construir uma carreira de actriz, tenho essa vontade.


TV+: Está nos seus planos fazer alguma formação?
LM: Sim, eu estava a ter aulas em Londres quando descobri que estava grávida. Foi adiado, mas tenho muita vontade de aprender. Com uma filha é mais difícil em termos de disponibilidade mas não é impossível.


TV+: Também pode ser útil quando tem de cantar ao vivo.
LM: Sim, apesar de em palco não ser uma personagem vezes deixo-me levar demasiado e exagero um bocado. Sou muito espontânea.


TV+: Com o título do novo álbum quer mesmo que levem a sua música para casa?
LM: “Leva me pra casa” é um discurso directo e achei engraçado. Para mim, casa é sinónimo de conforto, bem-estar, e é onde estas músicas podem ser ouvidas.

(obr. Xana)

Showcase do Porto!!

É só para dizer que a RTP teve lá e gravou...talvez tenhamos showcase na TV ou talvez não...mas é sempre bom saber, ficamos mais animados!!

Um bom dia para todos!! ;-)

(obr. pla info Xana)!!

Notícias da Lúcia!!

  • A Lúcia Moniz participa juntamente com Pedro Abrunhosa e Rita Blanco coma as suas cordas vocais no filme luso espanhol de animação chamado "o sonho de uma noite de São João" com estreia para junho.

  • Está em gravações o CD “Lovely Baby & Mommy”, e as mães que vão cantar são: Fernanda de Freitas, Fernanda Serrano, Laurinda Alves, Lúcia Moniz, Mafalda Veiga, Margarida Pinto Correia, Maria João, Maria João Lopo de Carvalho, Rita Ferro Rodrigues, Rosa Lobato de Faria, Sandra Anastácio, Sílvia Rizzo e Ana Borges.

  • A peça "o ABC da Mulher" foi gravada pela Valentim de Carvalho, em Almada, a peça conta com a participação de Lucia Moniz, Ana Bustorff e Marina Albuquerque.

Fonte: Xana (obrigada mais uma vez)

Showcase no Colombo em Abril!!

Estas foram as fotos possíveis do showcase FANTÁSTICO da Lúcia na FNAC do Colombo a 10 de Abril deste ano, espero que gostem!! (ela tinha um projector enorme apontado para ela, daí não se ver nunca a cara dela :'-ss)

Fiquem Bem

quarta-feira

Rock no feminino...em Português...em Portugal!!

Este post é um bocado à margem mas também inclui a Lúcia!!

Rock no feminino... em Português...em Portugal!! Há ou não perconceito?! Há ou não espaço para elas?!Gostava de saber a opinião de quem me visita, de quem é fan de rock, fan da Lúcia...enfim de quem tem alguma coisa a dizer!!

Daquilo que vejo e ouço a percepção que tenho - talvez a errada não sei - é que o rock no feminino nunca chegou a conquistar o seu lugar ao sol...quem afinal em Portugal faz rock em português?! Lúcia Moniz, Clã...mais??! Adelaide Ferreira em tempos idos?!

Estou a perguntar obviamente!!! Acredito que é um assunto que tem pano para mangas mas a minha opinião é só esta: enquanto houver o perconceito - pelos próprios colegas de profissão - de que isso é trabalho de homem e isso é de mulher, não vamos a lado nenhum!! Enquanto houver fulano e beltrano que acha que "eu sou o fundador do rock e mais ninguém me bate" não saímos da cepa torta!! A própria Lúcia já disse que sente esse perconceito!!

Não digo isto à toa, digo influenciada pela opinião de alguém - mas é inteiramente a minha opinião - que sabe bem da realidade da música em portugal e que confessa que preferia trabalhar com eng. de som mulheres, a trabalhar muitos homens, diz msm que nesse campo elas são de longe melhores que ele - eng. de som é só um dos muitos exemplos!

A Lúcia felizmente tem três palmos de testa, sabe bem o chão que pisa e não se vende à toa, nem à toa nem de qualquer outra maneira, simplesmente não se vende!

Bem, já falei demais, gostava de saber a vossa opinião!!

segunda-feira

Eurovisão 2005

Aqui ficam algumas imagens da Lúcia aquando do programa da RTP "Portugal na Eurovisão", dias antes da semi-final deste ano com a Luciana e o Rui, que à semelhança do ano anterior ficaram pelo caminho!






Doca de Santos - como ir até lá!!

Para quem vem de fora...

Que é o meu caso ;p fica aqui uma orientação até à Doca de Santos - não tem nada que saber!!

*clica na imagem para ampliar*

OPTIMUS Open Air!!

Começou a dar por estes dias na tv a publicidade a este evento!!

Do que percebi trata-se de um espaço ao ar livre na Doca de Santos com cafés, restaurantes, cinema ao ar livre e concertos, de entre os quais o da nossa Lúcia dia 23 de Junho!

Bora lá todos dia 23 de Junho à Doca de Santos dar uma grande força à Lúcia!!

No "Portugal Diário" sobre o "Leva-me pra casa"!!


«Leva-me pra casa» e embala-me!!


2005/04/21 17:26 Bruno Martins

ÁLBUM:É o terceiro trabalho de Lúcia Moniz.

Um disco sem grandes altos e baixos. Daqueles que se ouve com facilidade. Falta-lhe algum picante, mas Lúcia ainda deve estar embutida do espírito maternal!

«Leva-me pra casa»? E porque não? O novo álbum de Lúcia Moniz, o terceiro no seu reportório, pode proporcionar-nos belos momentos. A começar pela voz da cantora portuguesa. Lúcia tem, de facto, o dom de encantar enquanto o CD toca lá no canto. A voz de Lúcia faz um pouco lembrar aqueles bares em que só há um piano e uma mulher sensual a acompanhar a melodia largada pelas teclas. É assim que ela captura a nossa atenção.

Mas em «Leva-me pra casa» não há um piano. Ou melhor, não há só um. Há mais do que isso. Há um bom trabalho de produção e de arranjos. São dez as vezes que Lúcia nos embala.

Em todos os registos nota-se um ambiente familiar. É notória a atmosfera em que Lúcia Moniz desenhou «Leva-me para Casa». Donovan Bettencourt, «ma luv», como lhe chama Lúcia, é o responsável pela produção, em conjunto com a própria cantora. Daí todo o trabalho de "samplers" e teclas, que conseguem conferir ao terceiro álbum de Lúcia Moniz alguma sonoridade lounge, mas sobretudo electrónica.

Casos de «Chuva», «Leva-me pra casa»! Mesmo no seio da família, Lúcia conseguiu trazer convidados até esta sua casa. Para além do seu Donovan, em todas as músicas, em «Wait» a cantora pede a companhia da sua irmã, Sara Moniz. Em «Tatuada de Mar», o registo lírico pertence à mãe Maria do Amparo. «Leva-me pra casa» é um disco rectilíneo. Sem grandes altos e baixos.

Daqueles que se ouve com facilidade, com muitas melodias que nos fazem sentir bem.

Ideal para aquelas tardes mais frias, em que dá gosto estar à janela a ver a chuva a cair, enrolados num cobertor, a beber algo quente.

Falta-lhe, talvez, algum picante para se ouvir nesta altura do ano em que estamos a entrar agora. Mas não devia ser isso que Lúcia Moniz queria.

Depois de «Magnólia» e «67», Lúcia foi mãe e talvez precise mais de algumas canções para embalar a sua pequena Júlia.


Lúcia Moniz «Leva-me Pra Casa» - EMI/2005

No "Notícias Magazine" sobre novo álbum!

Este texto saiu no notícias magazine aquando do lançamento do novo álbum:


"Leva-me p'ra casa é o que ela pede no título do seu novo disco. O terceiro, depois de Magnolia e 67. Lúcia Moniz já não tem 19 anos, como quando começou. Está mais madura, mais bonita e até já é mãe. Pelo caminho tornou-se ídolo juvenil, vedeta das novelas e muito mais do que a filha de Carlos Alberto Moniz.


Em Portugal é das poucas figuras que aposta com igual intensidade numa carreira musical e de actriz ainda das poucas que concilia na sua música o português e o inglês. Podia ser uma vedeta com caprichos. Podia, mas não é, Lúcia Moniz é das artistas mais humildes nesta terra, daquelas que admite que ainda quer aprender tudo.

Deste disco novo salta ao ouvido uma força interpretativa mais cuidada e um inegável fôlego romântico, coisa que não é de espantar se pensarmos que o produtor foi Donovan Bettencourt, seu companheiro de viagem.

Como a capa deixa perceber, esta é uma nova Lúcia, sem sorrisos falsos e mesmo com um toquezinho de mulher fatal. Fatal mas não muito preciso manter o estado de graça de simpatia iniciado com o papel importante em Love Actually-O amor acontece, o filme inglês de Richard Curtis que a juntou a Colin Flirth, Hugh Grant e Emma Thompson.

Desde aí tornou-se numa especie de talismã internacional do cinema português, com Liam Neeson e Laura Linney a elogiarem publicamente as suas virtudes. Seguramente por isso.

Chegou a residir em Londres, onde estudou representação e ficou a ver se surgiam mais convites internacionais. Não chegaram mas quem chegou foi o primeiro bebe e a oportunidade de fazer teatro em Portugal.

Por estes dias está de corpo e alma no seu país.

Diz-se que está caseira.

Quem disse que era preciso levá-la para casa?

Entre Lisboa e a ilha Terceira, o mundo de Lúcia faz-se de sonhos.

Entre o palco e os plateaux."



Fonte: Xana (obrigada) ;)

Entrevista à Lux - parte 2

Como prometido...


quarta-feira

Lúcia para a Cabo Magazine

(clica em cima para veres e entrevista)

Fica aqui um cheirinho:

Diz-me o que cantas:

Lúcia Moniz fala sobre cada uma das canções do seu terceiro álbum de originais.

Chuva: Usei para o título uma palavra cuja sonoridade me agrada bastante e foi escolhido muito antes de sabermos que íamos passar um Inverno de seca.

Fica Bem: Foi o primeiro tema a ser composto. É perceber que as coisas podem não correr bem, mas que isso não implica que se queira mal ao outro.

Tudo em Comum: É uma mensagem de esperança no sentido de tomar consciência de que, se temos tudo em comum com uma pessoa, é um disparate estarmos separados dessa mesma pessoa.

Leva-me p’ra Casa: É um tema muito pessoal, mas posso resumi-lo como sendo falar de uma pessoa que se sinta sozinha e não veja futuro nenhum na fase da vida em que está, mas que, se é para estar sozinha, ao menos que esteja em casa.

Slave: É talvez das letras mais agressivas. Fala de uma mulher que é maltratada, numa tentativa de alertar para esse facto, que é um facto real nos nosso dias.

Sorry: Foi a última a ser gravada. Fala de uma pessoa a pedir desculpa, mas uma desculpa do género “eu sei que errei, mas sou assim”.

Não Podes Esquecer: É uma espécie de “não deixes para amanhã o que podes fazer hoje” e também um dizer que, por mais negra que por mais negra que pareça a situação, há sempre forma de dar a volta.

Wait: Tem a ver com a ideia de que o tempo cura e esclarece muita coisa.

Tatuada de Mar: É um tema dedicado à minha filha e mais não digo (risos).

Tão Perto: Um tema escrito a pensar na minha irmã Sara, mas que acabo por dedicar aos meus irmãos todos. É uma forma de lhes dizer que estou cá para eles e que acredito neles.

A Faixa Escondida: Um improviso que eu fiz, uma espécie de ponto final que mostra como às vezes eu gosto de brincar com a voz.

Na rádios...

...onde eu até agora ouvi o single "Chuva" - porque confesso que é a única rádio que ouço durante o dia e no trabalho - é na Rádio Capital!!!

Sintonia em Lx é 100.80 FM, para o Porto lamento mas não sei dizer e de momento não consigo entrar no site da rádio para obter essa informação!

Lúcia para a LuxWomen!!

Lúcia de A a Z


Esta entrevista saiu já há alguns anos na Lux Women, pelo conteúdo da mesma, podemos situá-la na altura em que saiu o "67 ou seja por volta de 2002 - esse álbum fantástico!!

*Para ampliar e ler clica na imagem*

(Falta só o texto da entrevista - por sinal o mais interessate - peço desculpa mas coloco assim que tiver disponibilidade...ainda não percebo muito bem como colocar as fotos e a resolução que têm ter e a dimensão da foto em si...em fase de testes)

terça-feira

Lúcia na Nova Gente - Abril 2005

Posted by Hello



Para ampliar e ler clica na imagem



Esta foi a entrevista que saiu da nossa Lúcia na revista Nova Gente de uma das semanas de Abril!

Concertos da Lúcia para Julho!!

  • dia 2 - Porto - Portugal a Cantar

  • dia 23 - Freeport de Alcochete - Portugal a Cantar

E para já são estes os locais onde puderemos ver a Lúcia em Julho!

Fiquem atentos e vemo-nos por aí!! ;)

sexta-feira

O regresso da Lúcia!!

Lúcia regressa ao pequeno ecran



Depois de uma ausência de 3 anos Lúcia Moniz regressa com um novo álbum! "Leva-me p'ra Casa" é a mais recente lufada de ar fresco no panorama musical português!

Cheio de temas intimistas, cantados de uma forma intimista, sussurrada até...canções no fundo para se ouvirem num ambiente intimista!


Mesmo a não perder!


E uma vez que estamos a falar de uma pessoa com um talento inesgotável, quem quiser revê-la no pequeno ecran, é só estar atento à telenovela "Niguém como Tu" da TVI, porque segundo parece, a nossa Lúcia foi a aquisição mais recente para engrandecer o elenco já de si grande de mais esta produção portuguesa!


Depois do seu single de lançamento "Chuva" dar cor a esta telenovela, chegou a hora dela também dar o seu melhor!!


Vamos a estar atentos!!

Concertos da Lúcia para Junho!!


  • dia 4 - Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores - Audotório Ramo Grande


  • dia 11 - Freeport de Alcochete


  • dia 23 - Lisboa Optimus Open Air


Para já é onde pudemos ver a nossa Lúcia, qualquer alteração eu aviso ou então vão até à secção "on the road" no site oficial!

quinta-feira

Para começar...

...as boas vindas não sei bem a quem mas, venha quem vier quanto mais não seja só por curiosidade, é mais que bem vindo para me ajudar também a divulgar o trabalho da nossa Lúcia ou deixar só um comentário!


Este blog não é nada de oficial como é óbvio e nem tão pouco nada de não oficial como muitos e bons sites de fans que se vêem por aí, é apenas um espaço à parte que vou tentar criar por minha auto-recriação e a meu belo prazer apenas porque gosto muito da Lúcia Moniz e vá lá, tá na hora de a ver no lugar que ela mereçe não acham!?


Vou tentar postar sempre qualquer coisa que faço sentido relativamente à Lúcia...esperemos que isto resulte....se não experimentar nunca saberei!!

__________________________________________________________________


(...I welcome I don't know exactly who but whoever comes even just for curiosity it's more then welcome to give me a hand in spreading the word for Lucia's Moniz work or just to leave a comment!

This blog is of course just a fan thing that i'm making just for my own pleasure because I truly love Lúcia and also the amazing work she's been developing and come on, for real, it's time to put Lúcia where she deserves to be don't you think?!!

I'll always try to post something about Lúcia that makes a bit of sense...i just hope it'll work..if I don't try it i'll never know!)

(For the fans visiting from abroad just a note to say that i decided to make the translation of this 1st and one post that gave this blog the dimension it has today because you gyus also made it grow)

_________________________________________________________________

Originalmente este post é em português mas decidi traduzi-lo para inglês para os fans estrangeiros, para que eles percebam minimamente como tudo começou e porque também de certa forma ajudam a divulgar o trabalho da Lúcia!!