sexta-feira

Lúcia Moniz em gravações de "Living in your car" em Toronto



A nova série canadiana, ‘Living in your car’, co-produzida pela produtora portuguesa beActive em associação com a produtora canadiana The Nightingale Company, conta com a participação dos actores portugueses Lúcia Moniz e Ivo Canelas.
Trata-se de uma sitcom sobre um executivo envolvido numa fraude financeira que acabou despedido e a viver dentro do seu próprio carro. Estreia em 2010 na TV canadiana mas as gravações já arrancaram em Setembro.
Lúcia Moniz, que contracenou com alguns dos nomes conhecidos do cinema britânico no filme “Love Actually” e participou em várias produções de cinema, tv e teatro em Portugual, entra nesta série, com estreia prevista para 2010 na TV canadiana (HBO Canada, The Movie Network e Movie Central).
Esta é uma co-produção entre a beActive, a The Nightingale Company, o Canadian Television Fund, o Rogers Cable Fund, a Movie Central e a Movie Network, e conta com o apoio financeiro do FICA – Fundo de Investimento para o Cinema e Audiovisual.
O Realizador David Steinberg de ‘Living in your car’ já realizou algumas séria conhecidas da televisão portuguesa "Seinfeld", "Friends", "Mad about you"entre outras.
Lúcia Moniz participa em mais uma grande co-produção nacional da beActive que abre portas para os actores portugueses brilharem em papéis importantes em séries "norte-americanas".

Fonte: Portal de Cultura Online

quinta-feira

SININHO E O TESOURO PERDIDO - Estreia nas salas de cinema dia 15 de Outubro.




Sinopse

A Festa do Outono deste ano promete ser especial. A Lua Azul das colheitas vai chegar, o que permite que as fadas usem uma preciosa pedra da lua para reparar a Árvore do Pó Mágico – a fonte de toda a sua magia.

Mas quando a Sininho põe, acidentalmente, todo o pó mágico em perigo, tem que se aventurar até ao outro lado do mar numa missão secreta para repor a ordem. Com ajuda do seu amigo Terence – e um encantador e malandro pirilampo chamado Blaze – Sininho desafia um espantoso novo mundo e descobre o maior tesouro de todos!

Realizador: Klay Hall
Vozes portuguesas: Carla Garcia, Luís Simões, Sónia Brazão, Gracinda Nave, Mafalda Teixeira, Diana Pereira e Luísa Beirão
Género: Animação/Família/Fantasia
Genérico final: Lúcia Moniz
Direcção de Dobragem: Carlos Freixo
Tradução de Dobragem: Ana Madureira
Direcção Musical: Pedro Gonçalves
Tradução Lírica: Carlos Freixo/Pedro Gonçalves
Estúdio de Dobragem e canções: Matinha Estúdios Som, S.A.
Estúdio de Mistura: Shepperton Internacional
Direcção de Produção: Rita Salgueiro
Técnico de Som - Diálogos: Maurício Baião
Técnico de Som - Canções: Douglas Gama
ZON Lusomundo
Walt Disney Studios
Motion Pictures

SIININHO E O TESOURO PERDIDO chega aos cinemas a 15 de Outubro e, numa acção inédita, estará disponível em DVD e BLU-RAYTM a partir de dia 6 de Novembro.

sexta-feira

"Carol é solitária, mas vive bem com isso, é muito positiva"



Numa entrevista exclusiva no Canadá (ver reportagem na Notícias TV), Lúcia Moniz fala do seu papel em Living in a Car, série dirigida pelo realizador de Seinfeld, David Steinberg

O Amor Acontece foi a sua única internacionalização como actriz. Porque é que não continuou a apostar numa carreira internacional?

Eu continuo... (risos)

Então continuou a tentar mas só agora, em Living in a Car, é que conseguiu?

Para já acho que o factor sorte tem de estar muito ligado. Obviamente que há outros factores, como o talento, a dedicação, a persistência. Isto faz com que uma pessoa consiga vingar. Admito que não tenho o talento de saber furar. Acho que tenho muita sorte. Mas tenho tentado. Desde O Amor Acontece que continuo em contacto com agências de Londres, Los Angeles. Faço castings... ou melhor, gravo-me a mim própria e envio. Isto é uma luta, então nos EUA é uma luta louca. E eu não tenho esse estômago.

Como é que Living in a Car lhe caiu na carreira?

Foi a beActive que fez o convite. Um convite sabe bem. Para já é depositada uma confiança enorme, por outro lado, a responsabilidade e o sentido de querer corresponder às expectativas é maior e põe-me nervosa. Já cheguei a dizer que às vezes sinto-me mais à vontade quando faço um papel para o qual fiz casting do que ser convidada. Neste caso, já estou a confessar o meu nervoso... (risos)

Aceitou logo o convite?

Claro que sim. Mostrei logo interesse por várias razões: por ser um projecto que quando li as sinopses achei muito engraçado, por ser em inglês, por ser fora do país... tudo isso fez com que eu quisesse aceitar.

Quem é Carol em Living in a Car?

A Carol é uma rapariga que aparece no novo percurso de vida do Steve, que de repente se viu sem nada e que a única coisa que tem é um carro que é uma bomba... mas é um carro que é uma coisa brutal [Rolls Royce]. Nunca vi nada assim em Portugal...

Teve logo vontade de ir lá para dentro?

Não, mas até me inspirou um pouco porque a Carol vive numa Van amarela que deve estar a cair de podre. (risos) Ela vive lá porque optou por este estilo de vida... é mais económico, sente-se bem, o desconforto não é uma coisa que a incomode muito. Ela oferece ajuda ao Steve e ao longo da série acaba por ser uma conselheira, uma amiga, uma pessoa que lhe dá apoio, que lhe faz companhia... julgo que é um pouco o facto de ela precisar de companhia.

A Carol é solitária, portanto...

Sim, mas lida bem com isso. Mas, bolas, quem é que não gosta de ter alguém para conversar?

Vão envolver-se?

Não. Ficam amigos. A Carol é uma pessoa muito positiva, ou seja, se houver uma situação menos boa nunca é a pior... ela consegue sempre dar a volta e dizer: "Espera, há pior que isto, não fiques assim".

Fonte: Diário de Notícias