quarta-feira


"Sou privilegiada em oportunidades”


Artes performativas: Lúcia Moniz reparte com Anabela o papel de ‘Anita’ no ‘West Side Story’, em cena no Teatro Politeama, em Lisboa. A primeira, que ontem estava de folga, falou-nos do futuro.


Correio da Manhã – O seu futuro está no palco, na TV ou no cinema?

Lúcia Moniz – É sempre difícil projectar o futuro a longo prazo. Eu vivo a carreira conforme as oportunidades surgem e, felizmente, tenho razões para me considerar uma privilegiada. Cabe-me aproveitar os desafios que surgem e evoluir como intérprete.

– Teve já a sua oportunidade decisiva?

– Não necessariamente. Comecei a ganhar gosto pela interpretação no teatro, saltei para a TV e tive a sorte de entrar no ‘Love Actually’. Todas as oportunidades foram marcantes para mim. Fizeram-me crescer como actriz e sentir-me capaz de responder aos desafios, sem pensar numa área específica de interpretação. As técnicas são diferentes, mas agradam-me igualmente.

– Há algum papel que ambiciona interpretar?

– Não consigo nomear nada de específico. O que tenho mais na memória são os trabalhos na telenovela ‘Vingança’ e, agora, no ‘West Side Story’, apresentado pelo Filipe La Féria no Politeama.

– Gosta do papel de ‘Anita’?

– Sim, é uma personagem com grande auto-estima. Gosto da segurança que ela transmite, da alegria de viver que tem e do sentido de humor. E pelo grande prazer que sente na dança.

– E no cinema, pensa voltar a entrar num filme de difusão mundial?

– A experiência de ‘Love Actually’ marcou-me de forma positiva. Evidentemente que falta dinheiro aos realizadores portugueses para fazer filmes de maior impacto. Tenho paixão pelo cinema e sonho fazer mais. Vamos ver o que se segue.


Fonte:correio da manhã

terça-feira

sexta-feira

Lúcia Moniz em destaque no Hollywood dia 14

O canal Hollywood vai exibir, no Dia dos Namorados (14 de Fevereiro), dois filmes românticos a assinalar a ocasião. «O Amor Acontece», com Lúcia Moniz, vai para o ar às 14:30 e, às 21:30, é transmitido «O Guarda-Costas» .
«O Amor Acontece» é realizado por Richard Curtis, e integra no elenco Lúcia Moniz, Hugh Grant, Liam Neeson, Colin Firth e Emma Thompson, numa história que revela «as várias vertentes do amor num Natal particularmente emocionante», informou o canal em comunicado.

«O Guarda-Costas» é protagonizado por Kevin Costner e inclui a participação da cantora Whitney Houston, autora de «I Will Always Love You», nomeada a Óscar da Academia na categoria Melhor Canção Original

Fonte

sexta-feira

Actores entrevistam espectadores

Numa iniciativa única, os actores do Second Life irão estar em algumas salas de cinema para colher as opiniões dos espectadores. Talvez o próximo seja você!

Fonte

quinta-feira

Audiências Second Life

Em terceiro lugar, está o filme português Second Life, de Alexandre Valente e Miguel Gaudêncio, que fez também uma entrada directa na sua primeira semana em cartaz, atingindo perto de 35 mil espectadores.

FONTE

quarta-feira

Melhor canção de sempre-festival da canção

LISTA DE MÚSICAS DO PROGRAMA 02 - 07 Fevereiro de 2009

1. 1981 - "Playback" - Carlos Paião
2. 1969 - "Desfolhada Portuguesa " - Simone de Oliveira
3. 1992 - "Amor D´àgua fresca" - Dina
4. 1967 - "O vento mudou" - Eduardo Nascimento
5. 2008 - "Senhora do Mar" - Vânia Fernandes
6. 1975 - "Madrugada" - Duarte Mendes
7. 1985 - "Penso em ti (eu sei)" - Adelaide Ferreira
8. 2004 - "Foi Magia" - Sofia Vitória
9. 2003 - "Deixa-me Sonhar (só mais uma vez)" - Rita Guerra
10. 1987 - "Neste Barco à vela" - Nevada
11. 1996 - "O meu Coração não tem cor" - Lúcia Moniz

Na rtp sábado ás 22:15

segunda-feira

Imprensa-Second Life




Caras conhecidas desfilam em antestreia de filme português
“O público teve uma óptima aceitação do filme e isso, para mim, é o mais importante.” (Lúcia Moniz)
Foi no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, mas a antestreia do filme português Second Life bem poderia ter acontecido em Hollywood. Da passadeira vermelha, decorada com estrelas com os nomes dos actores, ao balão gigante, tudo foi pensado para que este filme de Alexandre Cebrian Valente fosse apresentado de forma grandiosa. Entre os holofotes e os confettis, os convidados foram chegando, ansiosos por ver esta produção, que contou com a participação de nomes como Pedro Lima, Nicolau Breyner, Lúcia Moniz, Sofia Grillo, Paulo Pires, Cláudia Vieira e até Fátima Lopes e Luís Figo, entre outros. E para combinar com todo o aparato, o elenco chegou de limusina branca, acenando para quem os esperava junto à longa passadeira.
A pouco mais de um mês de voltar a ser mãe, Fátima Lopes chegou de braço dado com Ruy de Carvalho. Feliz por ter participado neste filme, a apresentadora confessou que não foi difícil vestir a pele de uma mulher dedicada à família: “Eu não me considero actriz. Se com uma participação me considerasse actriz, acho que estaria a desrespeitar o trabalho dos actores. Fiz uma participação especial e acho que foi uma atitude de coragem da parte de quem me convidou, porque não tenho experiência. Mas gostei muito, porque aprendi imenso e estive no meio de um elenco de pessoas fantásticas, com quem me diverti muito. E como já sabiam que estava grávida, trataram-me todos ‘nas palminhas’.”
Foi com o apoio de toda a família e do namorado, Pedro Teixeira, que Cláudia Vieira viu, pela primeira vez, o seu desempenho neste filme. A apostar muito na sua carreira como actriz, Cláudia sente-se uma “felizarda” por poder mostrar o seu talento não só na televisão e no teatro, como também no cinema: “Este mundo é muito novo para mim. Só tenho pena de não ter tempo para saborear calmamente estas experiências. Está a ser maravilhoso e é a constatação de que as coisas na minha carreira estão a correr muito bem. Estreei o Contrato e agora o Second Life... O mês de Janeiro está a ser uma loucura. Mas sei que isto tudo tem consequências e tenho falhado um bocadinho na presença à família.”
Se Lúcia Moniz começou a ser conhecida pelo seu talento enquanto cantora, está mais do que conquistado o seu espaço enquanto actriz. Depois de ver o filme, Lúcia confessou que nem sempre consegue evitar fazer uma análise exaustiva do seu desempenho: “Foi a primeira vez que vi o Second Life, mas tenho de vê-lo outra vez, porque estava com um olhar muito clínico. Mas adorei ver todos os meus colegas e todas as cenas onde eu não estava. Onde eu entrava, vi a tremer da cabeça aos pés. [risos] Mas eu sou sempre assim. O público teve uma óptima aceitação do filme e isso, para mim, é o mais importante.”
No papel de mulher do protagonista, interpretado pelo polaco Piotr Adamczyk, Lúcia envolve-se com o cunhado, a personagem de Paulo Pires. Também o actor partilhou com a CARAS o que achou desta sua ‘segunda vida’: “A minha personagem é apenas mais uma peça deste puzzle, e penso que puzzle é a melhor palavra para se definir este filme.” Opinião que os espectadores poderão confirmar a partir de dia 29, data de estreia do filme.
Fonte:Caras