Drama holandês vence Porto7

Zand foi o principal vencedor do Festival Internacional de Curtas-Metragens do Porto, que chegou este domingo ao fim. O filme de Joost van Ginkel não apenas foi considerado o melhor em competição, como Jack Wouterse foi o melhor actor.

Os cerca de 20 minutos que Joost van Ginkel levou ao Rivoli valeram-lhe o principal prémio da terceira edição do Porto7 – Festival Internacional de Curtas-Metragens do Porto. Zand foi distinguida como a melhor curta-metragem da competição internacional. Mas não se ficou por aí: Jack Wouterse, o protagonista, conquistou o prémio para melhor actor.

O filme é «um drama em torno da agressão parental. O camionista Luuk vê-se como um bom pai para Isabel. A filha vive com a mãe após o divórcio dos pais. Sempre que pode, Luuk leva Isabel a passear no seu camião até à praia e brincam na areia. Até que um dia, percebe que a filha está diferente, mais apática. A verdade vem ao de cima e, daí em diante, tem de lidar com uma situação que lentamente o vai corroendo», revela a organização do festival.

Osvaldo Pinto, o melhor entre portugueses

O Encontro possibilitou a Osvaldo Pinto estar também entre os premiados. O júri considerou a curta-metragem, uma comédia com Lúcia Moniz, Bernardo Mendonça, Joel Branco e Hugo Sousa, a melhor entre as portuguesas em competição. «Um ensaio real sobre compromisso, sexo e narcisismo. Tudo com uma visão irónica que nos coloca no papel dos sujeitos», adianta o mesmo comunicado.

Luís Lobo e João Azevedo receberam uma menção honrosa, pelo filme Sobre Vivência. Na competição internacional também houve uma menção honrosa, para a russa Ilya Severov, pelo filme Abyss. Na animação, referência para Homeland, do checo Juan de Dios Marfil. Por fim, nos videoclips, foram o português António Rodrigues, por Dança do desprazer (Melech Mechaya), e o italiano Marco Marcheis, por Pazza (Tying Tiffany), a merecerem honras.

A faltar ficam dois vencedores: Il planeta perfetto, do italiano Astutillo Smeriglia, foi o melhor em competição na animação; nos videoclips, o principal galardoado foi Chalk Stars, que Thomas Hicks (Reino Unido) dirigiu para os Animal Kingdom.

Fonte: Rascunho.net
Enviar um comentário