RTP 1 estreia “Maternidade” no final do mês



RTP 1 estreia “Maternidade” no final do mês


Algum do elenco de ‘Maternidade’ emocionou-se ao ver um trecho de imagens da série; do lado direito está o director de programas da RTP, José Fragoso


As gravações da nova série de ficção da RTP 1 tiveram lugar durante o verão do ano passado. Passado este tempo, ‘Maternidade’ vai dar à luz no domingo, 30 de Janeiro, substituindo “Pai à Força”. Lúcia Moniz assume o papel de protagonista.




Face a uma equipa de profissionais “desmotivados” e “sem forças para lutar” contra o encerramento da maternidade, Madalena (Lúcia Moniz) vai ter a “árdua tarefa” de lhes “devolver o brio profissional” e transformar a unidade hospitalar numa “instituição de referência”, refere o comunicado da RTP sobre a série, a que o Expressões Lusitanas teve acesso.



Lúcia Moniz vai desempenhar o papel de obstetra e, para tal, necessitou de preparação. O elenco foi “a vários hospitais e teve algumas noções técnicas, como, por exemplo, saber manusear os instrumentos ou calçar as luvas”, explica a actriz no decorrer da apresentação de ‘Maternidade’, esta segunda-feira, em Lisboa.



Uma profissional de saúde acompanhou as gravações e, quando necessário, “orientava” e “corrigia” para que as cenas “fossem mais credíveis”, acrescenta Lúcia Moniz.



Entre outros, a actriz vai contracenar com José Fidalgo, que recentemente assinou um contrato de exclusividade com a SIC. “É uma nova etapa e há uma mútua vontade de trabalhar. Os projectos a longo prazo que me apresentaram [SIC] são motivadores”, justifica.



Todavia, o actor adianta que ‘Maternidade’ foi “um dos melhores trabalhos” que fez até hoje, sobretudo “a nível de elenco, equipa técnica e de promoção”.



“Quando começámos a gravar tivemos a noção de que, para apresentar um bom produto, tínhamos de trabalhar em equipa. A série tem cenas muito próximas das pessoas. Tocam a todos, porque a maioria dos espectadores são pais ou mães”, esclarece José Fidalgo.



A apresentadora e modelo Isabel Figueira regressa à representação e considera ‘Maternidade’ uma série que abordar a “componente humana”. “Retrata as vidas complicadas de muitas mulheres grávidas, desde a violência doméstica ao medo de perderem os filhos durante a gravidez ou mesmo no nascimento”, afirma.



Concentrada na apresentação do renovado “Top +”, Isabel Figueira confidencia aos jornalistas ir frequentar um curso intensivo de representação, dança e canto, promovido pela Plural Entertainment, empresa do grupo Media Capital, detentora da TVI.



‘Maternidade’ estreia às 19:00 de 30 de Janeiro na RTP 1 e vai substituir “Pai à Força”, série que chegou a ter audiências na casa do 1 milhão e 100 mil espectadores.



“Este horário já não mete medo a ninguém e tem demonstrado ser uma altura em que há muita gente a ver televisão”, fundamenta o director de programas da RTP, José Fragoso, para a escolha do fim da tarde para transmissão de ‘Maternidade’.



A nova série conta ainda com as participações de Patrícia Bull (Rosa Capucho), Martinho da Silva (Bruno Ferreira), Alexandre de Sousa (António Botelho), Joaquim Horta (Rodolfo Matias), Custódia Gallego (Joana Freitas), Alda Gomes (Sónia Mestre), José Mata (Gustavo Pereira), Fernando Pires (Pedro Frois), Cláudia Semedo (Teresa), Miguel Costa (Raul Valadares) e Adriane Garcia (Solange Faria).

Fonte:Expressões Lusitanas
4 comentários