Atores apresentam a nova novela da SIC nos Açores



Depois de uma primeira apresentação à imprensa no Museu Marítimo de Ílhavo, no passado dia 8 de março, foi a vez da ilha de São Miguel, nos Açores, receber alguns dos atores da nova ficção da SIC que vai substituir "Rainha das Flores" já a partir de amanhã, dia 1 de maio.

Parte do elenco da nova novela da SIC "Espelho d'Água" marcou presença no Jardim Botânico José do Canto, na ilha de São Miguel, Açores, para uma nova apresentação à imprensa da próxima novela para a segunda linha de ficção do horário nobre da estação de Carnaxide. Mariana Pacheco, Vítor Silva Costa e Luísa Cruz - protagonista da trama - estiveram presentes, mas não foram os únicos.

Luciana Abreu, que interpreta a vilã Filipa Nogueira na história, mostrou-se satisfeita do trabalho que tem desenvolvido para a sua personagem, contrariando o "medo de falhar" que sentiu no início das gravações, pelo facto de nunca ter desempenhado um papel desta natureza. "Esta novela está extraordinária", começou por explicar ao JN. "Interpretar uma vilã está a ser um grande desafio para mim. Sinto-me completamente fora do meu registo. Levei um certo tempo a adaptar-me, porque estava a ser demasiado difícil no início, mas agora já ultrapassei o meu medo, muito graças à direção de atores, e até estou surpreendida com o meu desempenho". "O público vai ficar chocado com a minha personagem", afiançou.

Vítor Silva Costa, António Vidigal na trama, que se apaixona por Rita Faria (Mariana Pacheco), enfatizou a boa relação que existe entre os atores do elenco. "As gravações estão a correr muito bem. Tem sido fácil trabalhar com este núcleo de atores, porque são muito generosos. Ouvimo-nos uns aos outros, porque queremos fazer isto bem", explicou o ator que "não conhecia quase noventa por cento" do elenco.

Recorde-se que até esta novela Vítor Silva Costa esteve sempre associado a projetos da TVI, onde se estreou na série "Morangos com Açúcar", em 2012. Seguiram-se as novelas "O Beijo do Escorpião" (2014), "Jardins Proibidos" (2015/2016) e, mais recentemente, em 2016, "A Impostora". "Espelho d'Água" marca assim a estreia do intérprete num produto de ficção da SIC. "Fiz um 'casting' [para esta personagem] e vejo isto como uma transição natural, resultante de um mercado profundamente livre", disse.

Filha de pai açoriano, Lúcia Moniz, Carmo Goulart na novela, admitiu estar "orgulhosa" por ter a oportunidade de interpretar uma personagem de origem açoriana."Finalmente! Ainda não tinha interpretado nenhuma personagem açoriana", mas confessou a dificuldade em reproduzir um sotaque da ilha de São Miguel. "De vez em quando vou pedindo perdão aos micaelenses, porque o meu sotaque descai para o terceirense", explicou a atriz com origens na ilha Terceira.

"É a segunda vez que estamos nos Açores a gravar uma novela. A primeira foi "Coração d'Ouro" e isto mostra a força, diversidade e beleza que esta região autónoma tem", começou por destacar à comunicação social e aos convidados presentes Gabriela Sobral, diretora de programas da SIC. "Faz parte da estratégia do canal, a longo prazo, mostrar aos portugueses e ao mundo este nosso Portugal. É nossa estratégia, também, a internacionalização e a venda dos nossos conteúdos", salientou a responsável.

Luís Proença, diretor de programas da estação de Carnaxide destacou, por sua vez, o facto de a novela ter como cenário vários locais "à beira-mar", como é o caso de Ílhavo, Aveiro, Açores ou Noruega, ao que se juntam "uma boa história" com "ótimas interpretações" e um "elenco muito maduro". "A novela mostra a forma como se encontra a sociedade portuguesa de hoje e a forma como nos relacionamos com o espaço que é Portugal e o mar", enunciou.

O evento contou ainda com a participação de Jorge Marecos, administrador da produtora SP Televisão, Francisco Coelho, presidente do turismo dos Açores e Marta Guerreiro, secretária regional da energia, ambiente e turismo.

O elenco não esteve representado na sua totalidade. Ainda assim, estiveram também presentes (para além dos já referidos): Ricardo Carriço, Rui Neto, Liliana Santos, Amélia Videira, João Mota, António Maria, Carolina Torres, Cristina Homem de Mello, Luís Gaspar, Marcantónio del Carlo, Inês Curado, José Condessa, Filipe Vargas ou ainda Gonçalo Norton.


Fonte : Jornal de Notícias
Enviar um comentário