O EMBALO DA VOZ DE LÚCIA MONIZ



Sempre calma e serena: foi assim que Lúcia Moniz encantou o público que quis vê-la na Feira da Luz, em Carnide, no terceiro fim-de-semana de festa. A sua voz de anjo e a sensibilidade que possui não deixaram ninguém indiferente.
Alternando entre os seus temas em língua portuguesa e em língua inglesa, Lúcia Moniz foi construindo uma relação de intimidade com o público. A suavidade da sua voz, a calma que possui quando canta, os olhos quase sempre fechados, as canções envolventes: tudo ajudou a que o concerto de ontem, realizado no palco de uma das mais antigas feiras populares do país, fosse quase uma viagem a uma dimensão diferente, onde reina a paz, o conforto, o calor.
Num momento em que a Europa vive momentos de tensão e de preocupação devido à crise dos refugiados, Lúcia Moniz interpretou o tema “Príncipe do Nada”, que tem letra de Catarina Furtado e que comoveu a plateia. De resto, o concerto incluiu temas bem conhecidos do reportório da cantora: “Leva-me Para Casa”, “Chuva” ou “Dizer Que Não”. Neste último tema, o público acompanhou a cantora do início ao fim, o que a emocionou e fez confessar que “estava à espera disto há muito tempo”.
O tema “Sorte Grande”, gravado ao lado de João Só, também não ficou esquecido, tendo Lúcia cantado a solo. Já no tema “Try Again”, que a cantora gravou originalmente ao lado de Nuno Bettencourt, contou com a ajuda de Ivo Lucas, conhecido ator e músico, que emprestou a sua boa voz à canção. Ivo, o baixista e guitarrista da banda de Lúcia Moniz, participou recentemente na novela “Bem Vindos a Beirais”, onde também entrou Mariana Pacheco, a atriz que também sabe cantar e faz coros na formação de Lúcia.
Lúcia Moniz divide-se entre os palcos de música e os da representação. Aos 39 anos, a artista possui um currículo invejável. Em 1996, com 19 anos de idade, conquistou para Portugal a melhor classificação de sempre (6º lugar) no Festival Eurovisão da Canção, com o tema “O Meu Coração Não Tem Cor”. Lançou já quatro álbuns, entrou em musicais como “Música no Coração”, “West Side Story” ou “74.14”, participou no filme britânico “O Amor Acontece”, na série canadiana “Living in a Car”, e em vários produtos de ficção nacional: “Maternidade”, “Bem-Vindos a Beirais”, “Dancin Days” ou “Vingança”, entre tantos outros. Lúcia também é escritora, tendo lançado já dois livros, o último dos quais em 2013.
É a verdadeira mulher dos sete ofícios, e dedica-se a todos eles por igual. Por isso se torna tão evidente que Lúcia Moniz é uma das melhores artistas portuguesas; alguém que merecerá a nossa atenção nos anos que vierem.
Foto: Gonçalo Esteves Coelho

Fonte: Ardinas
Enviar um comentário