Portugal na Eurovisão! Lúcia Moniz foi a melhor portuguesa de sempre… até Salvador Sobral














Com apenas 19 anos, Lúcia Moniz tornou-se em 1996 a melhor portuguesa de sempre na Eurovisão, até à vitória de Salvador Sobral, no ano passado, em Kiev.
Em Oslo, a cantora portuguesa foi a quarta concorrente a subir ao palco, com o tema “O meu coração não tem cor” e no final da atuação o forte aplauso deixou antever que uma boa classificação poderia estar aí ao virar da esquina.
E estava. Com 92 pontos, Lúcia Moniz bateu o recorde de pontos de Portugal na Eurovisão e alcançou o sexto lugar no certame. Foi recordada como a melhor portuguesa de sempre no Festival até que, no ano passado, Salvador Sobral criou uma nova página na história do velho concurso.
Nascida em Lisboa, em 1976, Lúcia Moniz é filha de dois artistas ligados à música: o conhecido músico e apresentador Carlos Alberto Moniz e a cantora Maria do Amparo. Aos seis anos, integrou a Academia de Música de Santa Cecília e aos 14 iniciou os estudos de piano e de violino.
Além da música, é também no teatro, na televisão e no cinema que a artista marca presença com regularidade. Recentemente, gravou a série “Solteira e Boa Rapariga”, uma comédia romântica que vai estrear na RTP1 no final do ano.
Festival Eurovisão da Canção de 1996
No certame, a vitória da irlandesa Eimear Quinn, com o tema “The Voice” (162 pontos), veio confirmar a década dourada dos irlandeses no Festival. Foi o quarto título conquistado pela Irlanda nos anos 90 e o sétimo na história daquele país. Foi também o último até aos dias de hoje.
Em Oslo, o concurso foi apresentado por Morten Harket, vocalista da conhecida banda norueguesa A-ha, e pela jornalista Ingvild Bryn.
TEXTO: Duarte Lago
Fonte: N-TV

Enviar um comentário