quinta-feira

Festival da Canção 1996 - (Especial 20 anos) - Parte II

Ecos da Imprensa Nacional

A participação portuguesa na Eurovisão não estava garantida, quando Lúcia Moniz, com “O Meu Coração Não Tem Cor”, vence a concorrência – “A canção era de facto um pouco deslavada, mas admitia-se que as restantes estavam positivamente encardidas. O tom ‘corridinho’ e ‘saltadinho’ de raiz popular portuguesa, assim como o tropical sabor ‘de figo de papaia e guaraná’ terá convencido o júri. Além disso, sempre é uma forma de dar continuidade às boas intenções de ‘Baunilha e Chocolate’, que o ano passado venceu pela voz de Tó Cruz. Enfim, ‘vira-se o vira’ e toca o mesmo, até porque, como nos confirmou Isabel Angelino, apresentadora que acompanhou Carlos Cruz, ‘eles são já todos vencedores’” (Público). A ida a Oslo acabou por se verificar, tendo-se alcançado a mais alta classificação portuguesa (6.º lugar) numa final do Eurofestival da Canção, apesar da falta de promoção, uma das piores de todos os países (Diário de Notícias). Ainda assim, a canção portuguesa foi considerada uma das favoritas, por parte das outras comitivas, e “Lúcia Moniz conseguiu fazer repetir várias vezes o nome do país de Camões, em terras do bacalhau” (TV 7 Dias). Imagine-se se a promoção tivesse realmente existido!

Fonte: http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/EFEMERIDES/FESTIVAL/FestivaldaCancao_1996.htm 
Enviar um comentário