Lúcia Moniz e a mania de compor canções



Pegar no telefone, não obter resposta, enviar sms. Voltar a ligar, apanhá-la a rir com a insólita proposta, em pleno trânsito da Segunda Circular. E-mail para a frente, e-mail para trás, 15 fotos escolhidas, a "batata quente" é nossa. Ficam dez, uma dezena de "instas" para contar a história do Instagram de Lúcia Moniz. A actriz e cantora começou a "dar uso à câmara do iPhone" assim que o teve. Entretanto, uma amiga falou-lhe do Instagram e pegou-lhe o vício. Já lá vão mais de 400 quadradinhos desde a primeira foto nos Açores. Tudo se resume à captura de momentos. A cor tem sido um desafio recente, confessa. "É mais fácil ter uma boa fotografia a preto e branco." No fundo, "é como compor uma canção" — não há cá musas inspiradoras (possível excepção feita à filha), só vários estados. De espírito, e não só.

Fonte: P3 Público
Enviar um comentário