João Só junta amigos em espetáculo de celebração!


12 DE ABRIL | TIVOLI BBVA

“O bom rebelde está de volta!”. É desta forma que nos habituámos a encerrar os textos de promoção que normalmente acompanham os novos discos de João Só. Desta vez começamos pelo fim porque efectivamente “o bom rebelde está de volta” ainda que não exactamente com um trabalho de originais mas com um disco que trará novas e menos novas canções – uma compilação que reúne os melhores temas de João Só, alguns novos e ainda novas reinterpretações de alguns dos antigos.
E qual a melhor forma de celebrar esta… celebração? Com uma festa! Num concerto em que aos amigos em palco – e não serão poucos – se juntará ainda o público que se habituou a ter na música do João Só um lugar de conforto e de esperança. O local? O Teatro Tivoli BBVA, uma das salas mais prestigiadas do país, espaço ideal para uma noite que se quer de festa mas também de intimidade.
Os amigos serão muitos e bons – Rui Veloso, o farol desde que se lembra; Miguel Araújo, a alma (velha) gémea e irmão mais velho; Lúcia Moniz, a grande partenaire; André Sardet, o amigo; Nuno Rafael, o incendiário escultor de arranjos; Benjamim, a música pela música; Joana Almeirante, a futura partenaire; e Nuno Markl, o sonhador de olhos abertos e eterno desafiador .
A expectativa de João Só para o Tivoli é clara: “No dia 12 quero dar uma festa, uma grande festa com canções, com amigos e muita gente com quem partilhar a alegria e o nervosismo que sinto sempre que piso qualquer palco. Como uma boa festa, revêem-se os velhos amigos e somos apresentados aos novos."
As grandes canções, essas que fazem o “miúdo” mexer-se desde sempre, estão garantidas – “Sorte Grande”, “Canção de Isqueiro”, “Até ao fim”, “A Marte”, “Não é verdade”... Mas também as que se estrearão em palco – “Quando Te Calas”, “Já lá vai” ou “Coração a arder”. Não estará a que deu origem a tudo, uma dedicada à sua irmã entretanto nascida, teria João uns 4 anos e acabado de receber a sua primeira guitarra, uma vermelha, a canção teria o sugestivo título de “Ela não tem dentes”…
“O bom rebelde está de volta! A fazer canções desde 1992, e ainda bem!
Enviar um comentário