74.14 no Coliseu do Porto







Depois do sucesso do espetáculo que comemorou quatro décadas de música, Henrique Feist "conquistou" o Coliseu do Porto

"74.14 - 40 Anos de Música" o espetáculo de Henrique Feist apoiado pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa subiu esta sexta e sábado, 27 e 28 de fevereiro, ao palco do Coliseu do Porto.

Depois do sucesso de junho passado no Coliseu de Lisboa, o êxito repetiu-se, desta vez, no Porto.

Aproveitando as comemorações dos 40 anos após a revolução do 25 de abril, Henrique Feist decidiu reunir músicas, nacionais e de vários países, que foram êxito desde os anos 70 aos dias de hoje. Destaca, sobretudo, o "gosto" que foi "investigar a produção musical das várias décadas e filtrá-la para uma escolha", explica, sublinhando que "foi um grande desafio".

Satisfeito, Henrique Feist referiu a "recetividade do público do Porto" ao espetáculo que demorou cinco meses a preparar, frisando que, sem o apoio da Santa Casa, ele não seria possível.
A sessão deste sábado à tarde foi exclusivamente destinada aos colaboradores da Santa Casa e instituições parceiras, que puderam recordar muitas canções que fizeram parte da sua infância e adolescência. À noite, o Coliseu abriu portas ao grande público.

Durante três horas, Lúcia Moniz, FF, Rui Andrade, Susy e Vanessa, acompanhados de jovens cantores e bailarinos interpretaram um "medley", com músicas de sucesso das últimas quatro décadas. Temas portugueses, italianos, espanhóis, franceses, africanos, brasileiros e anglo-saxónicos, entre os quais se incluíram-se canções de Sérgio Godinho, Rui Veloso, José Cid, Caetano Veloso, Cesária Évora, Abba, Tina Turner, Vaya con Dios e Madonna.
As coreografias são de Clare Feist e de Marco Mercier e a produção do espetáculo esteve a cargo da Artfeist e Buzico - produções artísticas.

A Santa Casa continua, assim, a reafirmar o seu apoio aos artistas nacionais e à cultura portuguesa, fazendo chegar a arte, em todas as suas manifestações, a públicos e a palcos cada vez mais diversificados.



Fonte:Santa Casa da Misericórdia
Enviar um comentário