Figuras públicas “dão a cara” pela causa

O Frágil - um projecto de divulgação e sensibilização da população para as causas e consequências da prematuridade, desenvolvido pela Secção de Neonatologia da Sociedade Portuguesa de Pediatria - tem, em 2010, mais uma edição, de novo apoiada por 12 figuras públicas.

Modelos, apresentadores, desportistas e músicos “dão a cara” pelos 12 meses de uma agenda que estará à venda nas lojas Fnac, parceira do projecto, e cujos lucros revertem a favor da Secção de Neonatologia e, este ano, também da XXS – Associação Portuguesa de Apoio ao Bebé Prematuro.

André Sardet, João Portugal, Lúcia Moniz, Rita Ferro Rodrigues, Sofia Carvalho, Tânia Ribas de Oliveira, Diana Pereira, Érika Oliveira, Pedro Couceiro, Telma Monteiro e Vanessa Fernandes abraçam, este ano, a causa. Alexandre da Silva é, pelo terceiro ano consecutivo, o fotógrafo responsável pelo registo de imagens que fazem parte desta agenda e um dos rostos associado ao projecto.

As 12 figuras públicas participam no próximo dia 2 de Julho, num almoço de confraternização e numa sessão fotográfica que se realizará no hotel Altis Belém, um dos mais recentes hotéis de design da capital que, este ano, fez questão de apoiar esta causa solidária.

Depois do sucesso da edição de 2009, a Secção de Neonatologia prepara agora a edição de 2010, com o mesmo slogan de sempre: “Frágil hoje, Forte no futuro”. O projecto Frágil nasceu em 2007 pelas mãos da Secção de Neonatologia da Sociedade Portuguesa de Pediatria, com o objectivo de divulgar e sensibilizar a população para as causas e consequências da prematuridade.

Em Portugal, seis em cada 100 bebés nascem com menos de 37 semanas de gestação, e um por cento dos bebés nasce com menos de 1.500 gramas. Os prematuros representam 1/3 da mortalidade infantil no nosso país. Os bebés que nascem antes do tempo têm o sistema imunitário mais frágil, estando, por isso, mais expostos a infecções e complicações, sendo que algumas infecções e complicações podem mesmo ser fatais.

Fonte:Destak
Enviar um comentário